MEMES E MARCAS SÃO UMA COMBINAÇÃO AUTÊNTICA?

O tão famigerado "meme de internet" é uma expressão usada para descrever um conceito de imagens, vídeos, e gifs geralmente relacionados ao humor, que se espalham via redes sociais, blogs, portais e whatsapp. Com uma vida nem sempre tão longa, muitas marcas se utilizam deles com o objetivo de aproximação com o público, principalmente com os mais jovens, para gerar relacionamento através desta forma de linguagem mais informal e descontraída.

Um dos principais pontos a serem avaliados é se o perfil da marca tem adesão a este tipo de comunicação, de modo que seja completamente autêntico e que a marca tenha aderência ao contexto do meme.

Autenticidade

Sim, autenticidade. Esta é a palavra-chave que as marcas precisam manter em foco para uma comunicação, tanto no mundo real quanto no digital. Considerando que marcas são feitas de pessoas para pessoas, precisamos ponderar que ambas anseiam por algo que combine com suas necessidades, perfil e forma de pensar.

Para uma marca, encontrar pessoas que tenham as necessidades que ela possa atender significa retorno. Para as pessoas/consumidores, encontrar marcas que atendam seus anseios significa resolução. Então quando o perfil da marca e o perfil do cliente têm a combinação perfeita, a resolução e o retorno se tornam satisfação de ambos os lados. Assim, o casamento de ideias permite que os clientes se tornem "advogados" da marca.

Mas, como ambos podem se reconhecer? Especialmente, como o cliente pode reconhecer que uma marca é compatível com ele se ela mesma não for autêntica?

É neste ponto que os propósitos das marcas vêm à tona, sendo necessário reiterar que, independentemente de onde estejam, as marcas precisam ser completamente autênticas, retratando seu posicionamento, propósito e, principalmente, seus valores.

Afinidade

Com isso em mente, a análise do que cabe ou não na comunicação da marca fica simples. É importante permanecer atento às novidades da comunicação, canais que se abrem, tendências e memes. Mas, mais importante ainda é avaliar onde a marca tem perfil para estar e quando ela tem afinidade com determinada tendência ou meme.

Sem análise adequada, a utilização de um meme de forma descabida pode ser extremamente prejudicial. Leva-se tempo para construir reconhecimento e conquistar clientes, porém, com um único deslize é possível voltar muitos degraus, sendo necessária uma reconstrução que se torna ainda mais difícil.

Portanto, tendências, memes e outras comunicações divertidas e interessantes podem ser utilizadas e gerar um impacto muito relevante, desde que bem analisadas e construídas dentro do perfil que a marca possui.

É preciso ter um objetivo claro. Tão importante quanto todas as análises realizadas é que o processo de análise seja rápido, pois memes têm vida curta e o timing para esse tipo de comunicação é essencial.

Destaques

  • Para utilizar os memes como meio de aproximação com o público e gerar relacionamento de forma mais informal e descontraída, as marcas precisam antes saber se seu perfil tem adesão a este tipo de comunicação, é preciso ser autêntico.
  • Marcas e pessoas estão extremamente conectadas. Ambas anseiam por algo que combine com suas necessidades: marcas precisam resolver necessidades, pessoas buscam por resoluções.
  • Para engajar o público uma marca precisa transmitir seu propósito, ter um propósito autêntico. Conseguindo analisar seu motivo de existir, uma marca poderá encontrar o jeito certo de se comunicar, seja utilizando memes ou não.